NOTÍCIAS IBEMA

Ibema mantém parceria sólida com o mercado argentino

Publicado em 01/03/2018
Fonte: Revista Ibema Por Você - 13

Cerca de 14% da produção da Ibema é exportada para a Argentina atualmente, que é o principal parceiro comercial da empresa na América Latina. A produção nacional de papelcartão da Argentina atende aproximadamente 50% do mercado interno do país, por isso existe amplo espaço para a importação e os vizinhos têm preferência pelo papelcartão fabricado no Brasil.

Historicamente, os dois países são fortes parceiros comerciais e não seria diferente no setor de papel, como analisa o Gerente de Exportação da Ibema, Diego Gracia. “O Brasil é um caminho natural para a Argentina, afinal, conseguimos dar àquele mercado a mesma atenção que damos ao nosso. Portanto, temos uma relação próxima com os clientes argentinos”, diz.

A relação com os clientes no país vizinho vem de longa data, conta Diego. “Foi neste mercado que a Ibema deu seus primeiros passos na exportação, então acompanhamos o crescimento de muitos clientes, que também acompanharam nosso desenvolvimento.”

Mas, além disso, a Ibema oferece produtos com qualidade, entregas no prazo e um suporte técnico ativo, com flexibilidade e assistência especial às empresas argentinas, pois conhece de perto a realidade e a necessidade de cada um dos clientes que atende por lá. “O nosso representante na Argentina, Daniel Bedetta, tem pleno domínio do mercado e habilidade para promover a interação entre fábrica e cliente. Felizmente, temos sido assertivos em todos estes pontos”, afirma.

Na Argentina, a indústria alimentícia é a que mais utiliza papelcartão, seguida dos setores farmacêutico, têxtil e de calçados. O segmento de cosméticos fica em último lugar, diferente do Brasil, onde o setor é um dos que mais consome o insumo.


CENÁRIO
O mercado da América Latina costuma ser movimentado, segundo Diego, por ser composto por países com economias voláteis, especialmente devido à instabilidade no cenário político. Por isso, é preciso
que as empresas consigam adaptar-se rapidamente às oscilações da economia.

Porém, nem sempre as indústrias conseguem absorver os impactos sem repassá-los ao restante da cadeia. “Hoje existe uma forte pressão no que diz respeito ao preço, especialmente pelo forte aumento da celulose
no mercado mundial, o que afeta diretamente a matriz de custos do produtor de papelcartão”, pondera Diego.

Para contornar as dificuldades, a Ibema está constantemente atenta às necessidades dos clientes e do mercado. Este é o gatilho para buscar melhorias, como o desenvolvimento de novos produtos ou o upgrade nas características dos produtos já existentes e consolidados. “Além de um departamento de exportação estruturado e experiente, há sinergia entre as áreas da empresa, o que facilita qualquer projeto de expansão. O reflexo disso é maior flexibilidade e rapidez nos processos e clientes cada vez mais satisfeitos”, avalia o Gerente.

Por isso a empresa vem apresentando crescimento em outros mercados, como Paraguai, Bolívia e, mais recentemente, Colômbia, além de manter a parceria consolidada com a Argentina – que, em volume, ainda
é o mercado mais representativo no continente. A expectativa, segundo Diego, é que o cenário se repita em 2018.


Foto: Representante Comercial da Ibema na Argentina, Daniel Bedetta, e o Gerente de Exportação da Ibema, Diego Gracia.


Confira esta e outras matérias na Revista Ibema Por Você (13).

Clique AQUI e baixe esta edição. Aproveite, é grátis!

ÚLTIMAS PUBLICAÇÕES
ARQUIVO DE NOTÍCIAS
VOLTAR