Meio Ambiente

 

Desde o início de suas atividades, quando o conceito de desenvolvimento sustentável ainda nem existia, a Ibema já trabalhava de forma integrada com a natureza, utilizando os recursos naturais de forma equilibrada e consciente. Com uma base florestal de 8 mil hectares, dos quais 2.900 de reserva legal de preservação permanente e 4.000 de floresta plantada, com 100% do gênero pinus, que dá a base de sua matéria-prima, a Ibema utiliza madeira unicamente de reflorestamento para o fornecimento de pasta mecânica e biomassa.

A sustentabilidade é o nosso compromisso. A nossa meta é produzir sem agredir o meio ambiente, minimizando os impactos ambientais e visando o desenvolvimento sustentável. Para tal, a empresa tem a preocupação em substituir a energia convencional por energias renováveis. Na unidade de Turvo, a Ibema produz sua própria energia consumida, utilizando-se dos recursos hídricos e topografia local.

Na Ibema temos também a geração de vapor, utilizado no processo produtivo do papel. A geração de vapor também representa uma forma de energia renovável, através da recuperação de resíduos florestais disponibilizados na região, que são transformados em biomassa que alimenta a caldeira.

A Ibema trabalha também apoiada no princípio de manejo sustentável, que caracteriza-se por uma atividade ambientalmente correta, preservando as áreas de rios e lagos, nascentes e matas nativas.

Engajada, a Ibema participa do grupo de sustentabilidade do SINPACEL, bem como dos Grupos de Trabalho do IBÁ e ABRE.

• A Ibema possui uma única fonte de emissão atmosférica proveniente da chaminé da caldeira que gera vapor para a produção do papel. Seu combustível é proveniente de cavaco de madeira, advinda de florestas plantadas, que durante a fase do crescimento sequestram CO2 da atmosfera. Para o controle de material particulado a empresa possui um multiciclone.

• Semestralmente é feito o monitoramento das emissões atmosféricas conforme Resolução SEMA 054/2006 atendendo os  padrões de emissão.

 
 

Educação e Conscientização Ambiental

Qualidade ambiental é um fator fundamental para a competitividade e o crescimento sustentado no mercado global, sendo que uma das ferramentas para se conquistar esta qualidade é a conscientização ambiental.

Os treinamento de conscientização Ambiental Além disso, em parceria com o Centro Comunitário, a Ibema realiza atividades de artesanato com reaproveitamento de resíduos sólidos do processo produtivo; palestras de conscientização ambiental aos alunos das oficinas de reciclagem na comunidade do Faxinal da Boa Vista;

 
 

 

Resíduos Sólidos

Todo o resíduo originado no processo industrial é gerenciado pela própria Ibema, através da Gestão Ambiental.

Os resíduos gerados no processo fabril e enviados para o aterro controlado somaram em 2013 menos de 1% do volume total de produção.

A reciclagem também faz parte do processo de produção da empresa, utilizando-se na receita aparas de papel cartão na fabricação do produto Impona na proporção média de 20% em sua receita.

Dentro da fábrica todo resíduo é controlado, e reaproveitados na fabricação de papel  dentro do próprio processo. O que não pode ser reutilizado pela fábrica é valorizado como aparas de cartão é direcionado a outros centros de reciclagem. A pequena parcela (rejeito) que sobra desse processo de controle de resíduos é encaminhada ao aterro controlado licenciado classe II e coprocessamento.

Em Atendimento a PNRS – Politica Nacional de Resíduos sólidos a Ibema saiu na frente no setor papeleiro, aderindo ao projeto em parceria com o SINPACEL – Sindicato das Indústrias de Papel e Celulose e SINDIBEBIDAS.

 

Água

O processo de produção de papel envolve necessariamente a utilização de um grande volume  de água, sendo necessária uma boa fonte desse recurso. Legitimando sua filosofia de atuação e em se tratando de um recurso finito, a gestão adequada deste uso é essencial.

A Ibema constantemente faz estudos para detectar pontos para redução de consumo de água, através do programa de Inovação onde as ideias de todo corpo de colaboradores são coletadas e implementadas.

A água captada pela empresa é utilizada no processo industrial e como fonte geradora de energia (aproveitamento hidrelétrico). Sendo sua principal fonte o Rio Marrecas.

As águas pluviais são coletadas por calhas e canaletas dentro da empresa e conduzidas através de tubulações ao corpo receptor, o rio Marrecas.

No processo industrial ainda existe um sistema de recuperação de águas e fibras, resultantes da etapa de formação, sendo a água excedente transferida para uma torre de água recuperada. Ela passa por um sistema de flotação (Deltapurge), processo que separa as fibras presentes na água. Após ser clarificada a água retorna ao processo, alimentando os chuveiros dos engrossadores do preparo de massa e pasta mecânica. O excedente é encaminhado para a Estação de Tratamento de Efluentes, onde as fibras são retiradas e enviadas para reciclagem na fabricação  de caixas.

 
 

Efluentes Líquidos

Os efluentes líquidos gerados pela Ibema dividem-se em esgotos sanitários e efluentes industriais. O sistema de tratamento de esgotos sanitários é composto por fossa séptica e filtro anaeróbio. O efluente industrial é tratado na Estação de Tratamento de Efluentes, composta pelas seguintes etapas: Lagoa de equalização, Lagoa de emergência, Flotação, Centrifugação, Lagoas aeradas e Lagoa de polimento, após essas as etapas, o efluente é lançado ao corpo receptor (rio Marrecas), atendendo aos padrões exigidos pelo órgão ambiental.

Nosso trabalho é baseado na  melhoria contínua dos processos.  A instalação de uma nova unidade de depuração de pasta mecânica vai resultar em aspectos ambientais positivos, tal como a diminuição do consumo de  água no processo produtivo e redução de cerca de 15% de resíduos de fibra da pasta mecânica, devido ao melhor aproveitamento da matéria prima utilizada, resultante do  novo sistema de depuração.

 Saída da água tratada da ETE-Estação de Tratamento
de Efluentes para o Rio Marrecas

 
sustentabilidade